Postagens

Canto coral e música antiga

Imagem
Canto coral e música antiga: Tant que Vivray de Claudin de Sermisy Você acha que no canto coral só se faz música antiga? Mas, o que seria música antiga pra você? Seriam músicas com vinte anos? Trinta anos? Cinquenta?  Se tem algo muito valorizado na arte é o ineditismo. Sempre procuramos por lançamento de filmes, estreia de peças de teatro, programas de tevê com novos personagens. O que é novo sempre tem mais apelo. Música antiga ou música batida? Com música não é diferente, se fazemos uma música “batida” muita gente reclama dizendo que a música é velha. No entanto, muita música antiga só precisa de uma nova roupagem para ganhar apelo. Um novo olhar que permita fazer um pouco diferente. O que mais incomoda, na verdade, é o comum, o trivial, o “mais do mesmo”. Na musicologia o termo “música antiga”, muitas vezes, remete às músicas feitas do período clássico para traz. Tudo o que foi feito antes do século XIX é considerado música antiga. Tem muita coisa que as pessoas nunca ouviram e que

Como fazer parte de um coral

Imagem
Você já pensou em fazer parte de um coral? Gosta de cantar e acha que sua voz não está à altura? Pois saiba que canto coral é uma das atividades mais acessíveis que existe e que, na maioria dos casos, está de portas abertas para iniciantes. Você pode fazer parte de um coral na sua igreja; na sua escola, faculdade, universidade; na sua comunidade; na sua empresa; criado por você mesmo. Canto coral para iniciantes Acontece que canto coral é uma atividade essencialmente amadora. A maior parte dos grupos é composto por pessoas que gostam de música, mas não têm conhecimento profundo. Portanto, não se intimide só porque está ouvindo um vozeirão quando o grupo está cantando, pois, aquele sonzão, na verdade, é o resultado do somatório de diversas vozes, muitas delas muito menores do que você pensa. Isso ocorre pois, antes de inventarem os aparelhos de som, o botão do volume não existia e, muitas vezes, era preciso de mais intensidade, especialmente em espaços amplos e abertos. A adição de voze

Canto coral a distância

Imagem
O canto coral a distância se tornou uma atividade comum durante a pandemia. Algo que, para muitos profissionais, era impensado agora é uma realidade. O mercado rapidamente se adequou e criou as demandas para a atividade.  Muitos correram atrás e buscaram capacitação, mas ainda há muitas lacunas na formação dos regentes, e muitos cantores ainda não estão prontos para lidar com o ambiente de aprendizado. Assim, temos, de um lado, profissionais sem capacitação para lidar com a tarefa e, de outro, pessoas que não conseguem se adaptar ao modelo.  No canto coral a distância é possível Aprender música de forma autônoma; Desenvolver a técnica vocal com recursos automatizados; Cantar com menos exposição, evitando constrangimentos; Conhecer diversas ferramentas digitais para o aprendizado musical; Aprender a gravar a voz com qualidade profissional. EaD é mais antigo do que parece Muitos acham que esse modelo é novo, mas o ensino a distância é mais antigo do que parece. O simples ato de mandar ca

Canto coral é diversão - Happy

Imagem
Você acha que canto coral é uma atividade chata? Acha que é coisa de velho? Sempre parece algo sombrio e tenebroso, ou uma berraria geral? Neste caso, acredito que sua intuição esteja correta. Infelizmente, hoje em dia é muito mais fácil encontrar grupos que só fazem música chata.  Canto coral é pra ser divertido. A palavra diversão vem do latim divertere que significa mudar de direção. Mas, ainda hoje, muitos acreditam que mantendo a mesma direção o canto coral perpetuará, mas a verdade é que, cada vez mais, as pessoas perdem o interesse, o público envelhece e o repertório perde o apelo.  Pensando neste problema, sempre procuro fazer repertórios mais conhecidos. Além do aprendizado e enriquecimento estético que proporcionam, possuem mais identificação com o público que aprecia melhor as músicas que trazem algo familiar.  Por isso, no Ano Novo do Choir at Home, resolvi fazer Happy de Pharrell Williams. Com essa experiência foi possível Tornar o aprendizado mais divertido; Interagir com

O canto coral em gerações - Quem é o menino

Imagem
Você pode não conhecer a música “quem é o menino”, mas é provável que tenha ouvido a versão original chamada Greensleeves: uma canção folclórica bretã famosa mundialmente, que atravessa o canto coral em gerações. No século XIX, a música ganhou uma letra natalina e se tornou um dos hinos mais cantados nas igrejas protestantes. Neste natal, o Choir at Home realizou Quem é o menino em um arranjo que faz paralelos entre tradição e modernidade.  Foi possível Aprender sobre música e folclore; Observar questões de direito autoral; Conhecer as diversas versões de Greensleeves; Fazer paralelos entre folclore e religiosidade; Observar as ressignificações da música ao longo do tempo. Canto coral e direito autoral A sonoridade de Quem é o menino remete às práticas da idade média e é cercada de histórias. Já foi atribuída até ao Rei Henrique VIII, mas, na verdade, o primeiro registro foi feito em 1580, no nome de Richard Jones em formato "broadside": Esse tipo de publicação era comum em p

WhatsApp